O FLUMINENSE É CAMPEÃO DA LIBERTADORES 2023

Quanto ganha o Campeão da Recopa Sul Americana 2024?

O Fluminense conquistou neste sábado (04), seu primeiro título da Copa Libertadores da América.

Numa decisão histórica, com a presença do maior público do ano, no Maracanã, o Tricolor derrotou o Boca Juniors, por 2 x 1, na prorrogação.

O Fluminense é o décimo clube brasileiro a conquistar uma Libertadores.

Além do título, o clube também fez o artilheiro da competição: Germán Cano, que marcou 13 gols, seis a mais que Paulinho, do Atlético/MG, que fez sete.

Gols

No tempo normal, o Fluminense abriu o placar ainda no primeiro-tempo, com o argentino German Cano, após assistência de Jhon Arias, aos 35 minutos.

Na etapa-final, Advincula deixou tudo igual aos 26 minutos.

Na prorrogação, aos 10 minutos, o garoto Jhon Kennedy, que havia entrado no segundo-tempo marcou um belo gol, após assistência de Diogo Barbosa, que também iniciou o jogo no banco de reservas.

Público Recorde

A torcida tricolor foi sem dúvidas, presença massiça no Maracanã, no entanto, vale destacar a movimentação dos argentinos, que ocuparam boa parte do estádio e promoveram uma invasão ao Rio de Janeiro durante a semana.

O Público: 69.232 torcedores
Renda: R$ 31 milhões

Com o resultado, o Fluminense leva pra casa o prêmio de R$ 105 milhões, pago pela Conmebol e garante vaga no Mundial de Clubes, na Arábia Saudita, no próximo ano e também no Supermundial da FIFA.

FICHA TÉCNICA

Fluminense 2 x 1 Boca Juniors

Local: Maracanã, no Rio
Data: 04/11/2023
Árbitro: Wilmar Roldan (Colômbia)
Assistentes: Alexander Guzman e Dionísio Ruiz (Colômbia)
VAR: Juan Lara (Chile)
Cartões amarelos: Keno, John Kennedy, Nino e Cano (Fluminense); Cavani, Figal, Langoni e Fabra (Boca Juniors)
Cartões vermelhos: John Kennedy (Flu) e Fabra (Boca)
Público: 69.232
Renda: 31.702.250,00

GOLS: German Cano, aos 35 minutos do 1° tempo; e Advincula, para o Boca aos 26 minutos da etapa final. John Kennedy, aos 10 minutos da prorrogação.

Fluminense: Fábio, Samuel Xavier (Guga), Nino, Felipe Melo (Marlon) e Marcelo (Diogo Barbosa); André, Martinelli (Lima) e Ganso (John Kennedy); JhonArias, Keno (David Braz) e German Cano.
Técnico: Fernando Diniz.

Boca Juniors: Romero; Advíncula, Figal (Valdez), Valentini, Fabra; Pol Fernández, Eq Fernández (Saracchi), Medina (Taborda) e Barco (Langoni); Merentiel (Janson) e Cavani (Benedetto).
Técnico: Jorge Almirón.

flu
flu

Autor